12 de nov de 2014

NAS ÁGUAS DO TEMPO - (A Menina Sem Palavra) - Mia Couto.



Mia Couto, que vem nos encantando a cada conto descrito na obra “A Menina Sem Palavra”, nos mostra novamente seu talento em uma história mágica.
“Nas águas do Tempo” nos mostra um garoto que sempre fazia um passeio pelo rio, acompanhado de seu velho avô.
O menino era jovem, não entendia o porquê de todo aquele ritual. Não entendia porque seu avô, todo o fim de tarde, pegava seu barquinho e passeava por aquelas águas.
O menino ficava impressionado com o silêncio daquele lugar.
Ele nada identificava de novo ou estranho naquele local.
Mas no meio das árvores, que rodeavam o rio, seu avô vislumbrava uma figura.
Quando o senhor pegava um pano vermelho e agitava ao vento, o garoto entendia que tinha alguém ali. Os observando.
O menino tentou pular de seu barquinho.
Nadar até aquele local, tentar visualizar algo em meio a toda aquela neblina.
Foi quando o mar começou a sugá-lo para o fundo.
A força era tanta que ele não conseguia se agarrar ao barco, não conseguia ficar com a cabeça para fora da água.
Ele estava se afogando.
Ele iria morrer.
Seu avô gritou, a única forma de conseguir salvar-se era saldando a aparição.
Ele tirou então o pano do bolso e começou a acenar, para quem quer que esteja ali.
Tudo então se acalmou.
Ele estava de volta, e agora entendia o seu avô.
O que existe atrás daquelas árvores?
O que será essa misteriosa figura?
Mas um conto que compõe a obra maravilhosa, assinada por Mia Couto.
Casa de Livro Recomenda.

 

Titulo: Nas águas do Tempo - A Menina Sem Palavra.
Autor: Mia Couto
Páginas: 160
Ano: 2013
Editora: Boa Companhia

Boa Leitura
Casa de Livro

Karina Belo.




A maneira como me apertava era a de um cego desbengalado. No entanto, era ele quem me conduzia um passo à frente de mim. Eu me admirava da sua magreza direita, todo ele masculíneo. O avô era um homem em flagrante infância, sempre arrebatado pela novidade de viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: