12 de mai de 2014

A IRA DOS ANJOS - Sidney Sheldon


Sidney Sheldon consegue a cada obra escrita, encantar e emocionar leitores no mundo todo. Conhecido como o mestre do suspense, ele faz jus ao titulo.
A Ira dos Anjos, mais um consagrado livro escrito pelo talentosíssimo Sheldon, nos mostra um quebra cabeça psicológico envolvendo política, máfias,  mentiras, paixão, ódio e amor.
Jennifer Parker é uma menina ingênua, que se muda para cidade de Nova York com o sonho de se formar advogada, assim como seu pai.


Durante sua faculdade de direito, realiza vários estágios, e passa a fazer um teste com o procurador geral, Di Silva, um dos mais respeitado da cidade.
Di Silva estava trabalhando num dos casos mais importantes de sua vida. Prestes a prender Michael Moretti. O genro e conselheiro de um líder da máfia italiana.
Moretti era o homem mais perigoso que se encontrava vivo naquela região, ele que comandava as maiores falcatruas do estado. Robert Di Silva só tinha um objetivo na vida, prender Michael. E quando se encontrava seguro de que havia conseguido, Jennifer Parker acabou com todo o seu trabalho e com seus sonhos.
A partir desse momento começa uma caçada para tirar Jennifer Parker da ordem dos advogados.
A garota foi pega em uma cilada que pode custar a sua carreira. Mas ela é determinada. Um Anjo da lei, que acredita que todos merecem e tem por direito uma defesa.
Di Silva acreditava fielmente que iria acabar com Jennifer, assim como ela acabou com ele. Mas não imaginava que Adam Warner, um homem íntegro e destinado a ser líder de seu país, se apaixonaria por ela.
Adam ajudou Jennifer a provar sua inocência, e a conquistar sua clientela, alavancando assim sua carreira. Porém Adam era casado, e um problema ainda maior estaria para acontecer com Parker.
Por contra partida, Michael Moretti que foi solto graças à inexperiência de Jennifer, ficou seduzido pela garra e força de vontade da garota. Ele nunca imaginaria que ela fosse se recuperar do que ele aprontou com ela.
Jennifer completamente apaixonada por Adam se entrega a esse anjo do bem de todas as formas. Deseja partilhar sua vida com ele, mas o que acontece nesse relacionamento a machuca de forma fatal.


Michael se aproveita desse momento, e completamente louco para possuí-la, é quem estará ao lado dela, em todos os momentos, de vida ou morte.
Parker deposita sua confiança em Michael, um anjo negro que seria capaz de tudo para defender sua organização.
Agora Jennifer esta estabilizada como advogada. Uma das melhores de Nova York. Derrotando o procurador Di Silva em todos os casos em que se enfrentam. A ira dele cresce a cada dia.
Anos se passam nessa luta. Mas se transforma em Guerra, quando Jennifer começa a sair com Michael, e se torna advogada exclusiva da máfia.
Di Silva tem a oportunidade de massacrar seus dois maiores adversários, mas para isso ele precisará da ajuda do estado, do presidente Adam Warner.
Adam seria capaz de massacrar o grande amor de sua vida?
Mas não é Adam que deve preocupar Jennifer, e sim Michael. Ele descobre todo o caso que sua queridinha teve com Adam, logo então descobre a traição que a organização vem sofrendo. Mentiras contadas e informações passadas.
Jennifer Parker corre risco de vida, assim como as pessoas que ela mais ama.
Qual será o destino da advogada?
Michael conseguirá se vingar?
Ela realmente passou informações sobre máfia?
Adam descobrirá o que realmente aconteceu com eles?
A Ira dos Anjos, uma obra que nos arrepia do começo ao fim.
Casa de Livro Recomenda.


Diga com quem andas que eu te direi quem és!!



Titulo: A Ira dos Anjos
Titulo Original: Rage of Angels
Autor: Sidney Sheldon
Ano: 1980
Páginas: 400
Editora: BestBolso

Boa Leitura.

Casa de Livro.


Karina Belo.



Na semana seguinte, Adam convidou Jennifer para almoçar na sala de jantar particular da sua empresa. Jennifer ficou impressionada com o enorme e moderno complexo de escritórios. Adam apresentou-a a diversos membros da firma, e Jennifer sentiu-se uma pequena celebridade, pois todos eles pareciam saber tudo a respeito dela. Conheceu Stewart Needham, o sócio principal.  Mostrou-se de uma amabilidade reservada, e Jennifer recordou-se de que Adam era casado com a sobrinha dele.

 

Joshua choramingava enquanto dormia. Jennifer inclinou-se e abraçou-o, apertando-o a si com ternura. Estava a dormir quando Michael Moretti o trouxera para casa. Quando Jennifer viu o corpo inconsciente de Joshua, os seus pulsos e tornozelos envoltos em ligaduras, o seu corpo coberto de gaze, quase enlouqueceu. O médico, que Michael tinha trazido consigo, levou meia hora a convencer Jennifer de que Joshua ia ficar bom.


Ficou deitada na cama, a pensar no que lhe acontecera, e tentando compreender. Como era possível que, amando Adam com tanta intensidade, se tivesse deixado subjugar daquela maneira por Michael Moretti? São Tomás de Aquino tinha dito que quando se atinge o ponto mais alto do pecado, tudo deixa de ter importância. Jennifer perguntava a si própria se o mesmo se passaria em relação ao amor. Tinha consciência de que aquilo que fizera fora, em parte, devido a uma profunda solidão. - Vivera tempo demasiado com uma ilusão, com um homem que não podia ver nem possuir, embora soubesse que amaria Adam para sempre. - Ou seria apenas uma recordação desse amor?


Pouco depois, Robert Di Silva estava ao telefone.
- Sim? - A sua voz era hostil.
- Ouça, mas ouça bem - disse Jennifer. - Adam Warner vai ser assassinado. Vai acontecer daqui a dez ou quinze minutos. Estão a planear fazê-lo na ponte de New Canaan.
E desligou. Nada mais podia fazer. Imaginou o corpo dilacerado de Adam e estremeceu. Consultou o relógio e rezou em silêncio para que Di Silva conseguisse ajudá-lo a tempo. Robert Di Silva colocou o auscultador no descanso e olhou para a meia dúzia de homens que se encontravam no seu gabinete.
- Acabo de receber um telefonema muito estranho.
 - Quem era?
 - Jennifer Parker. Disse que o Senador Warner vai ser assassinado.
 - Porque lhe telefonou ela?
 - Quem sabe?
 - Acha que é verdade? 304
- Não - respondeu o Procurador Distrital Di Silva.
 Jennifer transpôs a porta do escritório e, embora contra a sua vontade, Michael não conseguiu deixar de se sentir impressionado pela beleza dela. Sentia a mesma coisa sempre que a via.
Aparentemente, era a mulher mais encantadora que tinha conhecido. Todavia, no seu íntimo, era traiçoeira, fatal.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: