18 de jun de 2018

A GAROTA DOS PÉS DE VIDRO - Ali Shaw

Resultado de imagem para A garota dos pés de vidro

Ali Shaw é um jovem autor inglês. Ainda com poucos títulos lançados, vem mostrando todo seu potencial em histórias emocionantes e cheias de bons ensinamentos.
"A Garota dos Pés de Vidro" é uma obra pura. Um livro encantador, forte e surpreendente.
O autor não nos mostra uma história clichê, previsível. Trata-se de palavras extremamente malucas e fantásticas.
Ida Maclaird é uma linda garota. Sempre muito segura de si. Nunca teve problema com garotos, e sempre fez tudo o que desejou.
Em uma de suas inúmeras viagens, foi conhecer uma inóspita ilha, St. Hauda's Land.
A ilha era cercada de casinhas escuras e lendas fantasmagóricas. Porém Ida sentiu-se acolhida ali inquietantemente em paz.
Sabia que sua falecida mãe tinha uma história naquelas terras, talvez seja esse o motivo de tamanha conexão.
Mas agora, de volta em sua casa, Ida sente fortes dores em seus pés. Parece uma pedra ou espinho que se materializou em sua carne. 

Resultado de imagem para The Girl With Glass Feet

Não era nada tão simples assim. Ida Maclaird estava se transformando em vidro. Seus pés eram as primeiras partes de seu corpo a serem tomadas.
Não entendia como isso poderia acontecer, justo com ela, uma menina cheia de energia e disposição.
Tentando encontrar uma resposta, lembrou das lendas de St. Hauda's Land. Era sua única chance de cura. Ida iria em busca de ajuda.
Só não imagina que iria encontrar o seu grande amor.
Midas Crook era um garoto tímido, mas com um coração enorme.
Sua infância foi baseada em regras e em assistir o sofrimento de sua mãe com a ausência do marido.
O pai de Midas não era um homem ruim, mas não suportava interação social, nem com sua esposa e filho.
Midas acreditava nesse isolamento, e passava os dias sozinho analisando as fotografias que tirava.
Foi em busca de uma foto perfeita, que seu olhar se deparou com o de Ida.
O sentimento foi instantâneo. Mas ele soube que algo estava errado, pela maneira da garota andar.
Quando descobriu a verdade, quando descobriu os pés de vidro de Ida, ele soube que precisava dela, que precisava ajudá-la.
Mas o garoto era idêntico ao seu pai. Não sabia como agir, como se envolver. Midas tinha muito medo de decepcioná-la e só de pensar em perdê-la ficava aterrorizado.
Juntos precisam enfrentar o problema.

Resultado de imagem para The Girl With Glass Feet

Ida sabe que pode contar com Midas, e acredita que ele seja a sua salvação.
Talvez ela não encontre o que veio em busca, mas esse amor será enraizado em seus pensamentos e eternizado em seu coração.
Será que Ida precisava voltar para conhecer o verdadeiro amor?
Seria ela a quebrar todas as barreiras e regras de Midas?
Uma obra que nos mostra a verdadeira força da amizade, união e amor.
Casa de Livro Recomenda!
Não se esqueçam de aproveitar os maravilhosos descontos no site do nosso parceiro www.CupomValido.com.br.

Resultado de imagem para The Girl With Glass Feet


No final, o que a tornou capaz de pentear o cabelo, colocar uma camiseta limpa e enfrentar a escola era o homem lá embaixo e o isolamento de seu estilo de vida. Com Carl longe e Henry Fuwa certo da impossibilidade de cura, ela sentia um alívio agridoce na solidão dessa pequena casa com terraço. Tinha poucos visitantes, nenhuma televisão, quase vista nenhuma. Lá eram apenas ela e Midas, guardados longe do mundo.
Aqui ela podia se transformar silenciosamente em vidro, apenas com o amor a distraí-la.



Titulo: A Garota dos Pés de Vidro
Titulo Original: The Girl With Glass Feet
Autor: Ali Shaw
Ano: 2010
Páginas: 288
Editora: Lexa

Boa Leitura
Casa de Livro
Karina Belo

Ela acordaria, notaria que as meias tinham sido retiradas e chegaria a conclusão óbvia. Ele grunhiu silenciosamente. Ainda estava um pouco bêbado e muito cansado. A imagem daquele pé permanecia em sua mente, parecendo a memória de um sonho que ele sabia estar prestes a se dissolver.

Resultado de imagem para The Girl With Glass Feet

Caminhar na noite oferecia momentos em que ela esquecia o que estava acontecendo com seus pés, apenas para o momento ser destruído com uma neblina de agulhas e alfinetes em suas veias e as respostas mudas de nervos mortos. Quando ela tentava flexionar os dedos. O sono daquela noite estava duro de vir. Ela sabia que era perverso, mas Carl, tendo retornado para seu próprio chalé, parecia um impostor. Ela havia dormido na outra noite ao alcance de Midas em seu quarto, e aquilo se pareceu com um lar. Na manhã seguinte com ele, com óleo na frigideira, ela sentiu algo prazeroso.

Imagem relacionada

As fotos nas paredes da cozinha pareciam calorosamente reconfortantes: esse era o peculiar mas aconchegante esconderijo de Midas. Ela se imaginava passando manhãs nesse santuário a beber café preto em silêncio com ele.

Resultado de imagem para The Girl With Glass Feet

"Mas não me disse por quê. Ou como. Eu sempre fui uma pessoa normal, Henry. Como uma pessoa vai de uma vida normal para uma segunda vida assim, andando com uma bengala sem sentir os próprios dedos?" Ela fechou fortemente os punhos. Seus olhos estavam esbugalhados." O que fiz para causar isso? Apenas me diga o que fiz, onde pisei, o caminho de quem cruzei...Alguma coisa".