9 de abr de 2015

MANUAL DO BULLYING – Newton Cannito


Mais uma parceria entre Casa de Livro e a Editora nVersos.
Essa é a segunda obra do autor Newton Cannito que temos a honra de apreciar, e receber alguns ensinamentos, de forma engraçada.
No livro intitulado “Manual do Bullying”, Cannito nos mostra as diversas facetas de uma “brincadeira”.
Até que ponto as brincadeiras conseguem te atingir?
Até que ponto é tolerável?
De uma forma simples e leve, nos levando várias vezes ao riso, Newton consegue explicar certas diferenças sobre o bullying.
Misturando Contos, Poemas, Piadas, fatos irônicos e reflexões, o livro nos mostra um manifesto sobre a liberdade.
O autor toca fundo nas feridas políticas do nosso Brasil, sempre com seu bom humor, o livro expõe fatos frequentes nos dias de hoje.
Nos mostra que na verdade Bullying é a vergonha da nossa política, da nossa sociedade deturpada. Ela sim que tira sarro da nossa cara.
Aquelas brincadeirinhas que tínhamos na escola, não devem ser levadas tão a sério.


Devemos rir de nós mesmos, rir dos nossos defeitos, rir das nossas tolices do dia a dia, rir e rir muito.
Ninguém zomba de uma pessoa que tira sarro de si mesma.
Mas vivemos em um mundo em que tiram sarro de nós a todo instante.
Entre os papos sérios com sua pitada de ironia e algumas piadas, encontramos capítulos cheios de bullyinações. O Relatório Allien, por exemplo, nos mostra documentos extraviados de um alienígena desconhecido. Onde são trazidas minibiografias de celebridades como Hitler, Gandhi e Steve Jobs.
Sempre mesclando o sério com o engraçado, para nos mostrar certas realidades.
O Manual do Bullying não vem para ensinar como ser um bullyinador, e sim para questionar e expor, de forma inteligentíssima, os problemas da sociedade moderna.
É um livro que ataca os nossos "professores" e pede a liberdade os humoristas.
Um livro que mostra os problemas e o debate sobre o politicamente correto.
Casa de Livro Recomenda.



Nossos intelectuais são fartamente treinados nas artes da retórica, da falsa polêmica, da empostação e da preocupação com a contrapartida social da obra artística.


Titulo: Manual do Bullying
Autor: Newton Cannito
Ano: 2013
Páginas: 208
Editora: nVersos

Boa Leitura.
Casa de Livro.


Karina Belo.



Foi assim que aprendi. Não somos mais colônia, mas ainda não sei se somos um país. Minha família sempre viveu de saquear esse estado. Eu sou realmente da elite.

 

No entanto, as coisas foram mais longe do que eu mesmo imaginava. Minha campanha instigou antigos ódios raciais e discriminatórios em nosso País. Cachorros enlouquecidos saíram do controle e partiram para as ruas para vingar seus antepassados e acertar contas com seus antigos donos.
Estávamos à beira de uma guerra civil.

 

Temos ainda o serviço “na raiz”, para os casos em que a polícia já agiu e o meliante foi curtir férias na cadeia. Mas tu é vivo e sabe que a praga sempre volta.

 

O humor é tipo uma vacina: ele treina os anticorpos naturais do cérebro humano e o prepara para aceitar a rejeição. A melhor forma de combater a rejeição é aceitá-la. Rejeitar a rejeição apenas a fortalece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: