8 de jul de 2012

Jon Krakauer - NA NATUREZA SELVAGEM



Após graduar na universidade com excelente desempenho, Chris MacCandless,  jovem americano de nobre berço,  faz uma doação abrindo mão de todas suas economias, abandona seu veículo e boa parte da totalidade de seus pertences, adota outro nome e desaparece na estrada,  não dando nunca mais notícias aos pais. Assim inicia a dramática história de um jovem aventureiro. Da mesma forma como em No Ar Rarefeito que você já conferiu aqui no blog,  o tema aqui é também o sonho de alcançar algo, porém não a glória de conquistar as alturas, o sonho americano de  Chris MacCandless, durante sua odisséia pelas estradas, desbravando desertos, vencendo rios, arriscando-se selva adentro, é escapar da civilização, abdicando-se da sociedade, ficando sozinho  e alcançar a conquista interior de si próprio.
Uma trajetória incrível e emocionante, pra quem gosta de aventuras, temos no caminho percorrido por Alexander Supertramp, nome adotado pelo nosso viajante nessa empreitada de extremo risco com destino a vastidão gelada no Alasca.
Certamente inspirado por Thoreau, autor este que visitava nativos indígenas apenas com as vestes do corpo,  jamais portando armas, e realmente chegou a viver na floresta,  apoiado na sua sobrevivência através dos seus  dotes de agricultura e cultivo. Para ele era uma forma mais fácil de enfrentar fatos essenciais da existência do que descobrir no momento de sua morte que não havia vivido.
Alex Supertramp ancorou sua subsistência através de sua caça  e na alegria de viver.
O que você faz quando esta só na natureza?
Você simplesmente vive!
Resposta essa que nosso aventureiro nos transmite e goza de cada momento como um recém-nascido descobrindo seus primeiros passos.
Obcecado em ir para a natureza iniciar essa nova vida, Chris falhou em alguns pontos que foram cruciais e lhe custou a vida, porém foram muito mais pontos positivos e ganhos do que perdas. Porém não é dificil encontrar quem discorde e o intitule como um inconsciente despreparado e imprudente, Chris tinha coragem suficiente para assumir seus erros e se jogar no selvagem por puro prazer e necessidade, algo mais forte o atraia. A vontade de realmente seguir esse caminho era mais forte que tudo, ele não foi para natureza a fim de se tornar um observador, e sim fazer parte dela como um todo, realmente ele se integrou ao meio ambiente e se tornou parte da própria natureza, era mais um ser ali que vivia um único dia por vez, adaptando-se lutando, sofrendo, e vencendo na maioria das vezes.
Quebrou todos os vínculos com a sociedade,  acreditando que seria esta a melhor forma de incorporar e viver esse sonho.
          
A besta primordial dominante era forte em Buck e, sob as violentas condições da vida na trilha, ele cresceu e cresceu. Contudo, era um crescimento secreto. Sua nova sagacidade deu-lhe aprumo e controle.

Texto grifado em dos livros encontrado com os restos mortais de Chris McCandless

Mais que amor, dinheiro e fama, dai-me a verdade. Sentei-me a uma mesa em que a comida era fina, os vinhos abundantes e o serviço impecável, mas faltavam sinceridade e verdade e fui-me embora do recinto inóspito, sentindo fome. A hospitalidade era fria como os sorvetes.

HENRY DAVID THOREAU WALDEN, OU A VIDA NOS BOSQUES


Alex Supertramp possuia vários títulos literários que o incentivou em sua jornada,  como Henry David Thoreau, Jack London, Leon Tolstoi entre outros. Jack London era o seu preferido, tentava convencer todo mundo a ler O Chamado Da Floresta conta os viajantes que tiveram contato com Chris em entrevistas com Krakauer,  o que ajudou muito o autor  compreender o jovem e refazer sua jornada, Krakauer  percorreu todo o caminho realizado por Chris desvendando e trazendo respostas, para todos que gostariam de saber  o que levou nosso aventureiro a abrir mão de tudo e de todos, afim de viver na natureza.

A floresta escura de abetos erguia-se carrancuda de ambos os lados do rio congelado. As árvores tinham sido despidas de sua cobertura branca de gelo por um vento recente e pareciam inclinar-se umas para as outras, negras e agourentas, na luz evanescente. Um vasto silêncio reinava sobre a terra. A própria terra era uma desolação, sem vida, sem movimento, tão solitária e fria que seu espírito não era nem mesmo o da tristeza. Havia um laivo de riso nela, mas de um riso mais terrível que qualquer tristeza - um riso que era tão sombrio quanto o sorriso da Esfinge, um riso tão frio quanto o gelo e compartilhando a severidade da infalibilidade. Era a imperiosa e incomunicável sabedoria da eternidade rindo da futilidade da vida e do esforço de viver: Era a Natureza, a selvagem, a de coração gélido, a Natureza das Terras do Norte.

JACKLONDON - CANINOS BRANCOS

Refazendo a emaranhada trajetória de Alex Supertramp, Krakauer traz ao leitor o mundo oscilante daqueles que vivem à margem da sociedade, formada por pessoas que condenam veemente a sociedade capitalista, e glorificam o mundo primordial, sempre em defesa da classe dos plebeus, assim como espelhavam as paixões de Chris McCandless que fazia parte de uma das gerações de contestadores do sistema.

E o Capitão Ahab Também!
Alexander Supertramp Maio de 1992
GRAFITE ENCONTRADO DENTRO DO ÔNIBUS ABANDONADO NA STAMPEDE TRAIL

Magic Bus

 “A vida começa quando termina sua zona de conforto.”
Neale Donald Walsch


“Se pudermos admitir que a vida humana possa ser regida pela razão, a possibilidade de vida é destruída.”
Tolstoi - Guerra e Paz

“Sociedade, sua raça louca.
Espero que você não fique só sem mim.”
Eddie Vedder  - Sociedade

Anotações de Jon Krakauer
 "Fui à floresta, porque queria viver profundamente
 e sugar a  essência da vida! 
Eliminar tudo o que não era vida...
 E não, ao morrer,
descobrir, que eu não vivi."

Henry David Thoreau
 

 “Você sabe, falo de livrar-se desta sociedade doente… Sabe o que eu não entendo? Porque as pessoas, todas as pessoas, são sempre tão más umas com as outras. Não faz sentido. Julgamento. Controle. Todas estas coisas… De que pessoas estamos falando? Você sabe, pais, hipócritas, políticos, canalhas.”
Christopher McCandless/Alexander Supertramp

Livro que deu origem ao filme Na Natureza Selvagem, dirigido por Sean Penn, é um relato veridico e surpreendente sobre idealismo, fantasia e a dificílima e interessante faceta da experiência de contato direto com a natureza, inspirador e emocionante.



Titulo: Na Natureza Selvagem
Titulo Original: Into the wild
Autor: Jon Krakauer
Ano de lançamento: 1998
Editora : Companhia das Letras
Páginas : 213

Boa Leitura

Casa de Livro 

Sidney Matias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: