8 de ago de 2012

Agatha Christie - O MISTÉRIO DO TREM AZUL

Mais um incrível suspense da rainha do crime Agatha Christie, suspense esse que irá nos tirar o fôlego. Mais uma vez teremos como personagem principal nas investigações Hercule Poirot.
Poirot é considerado o melhor detetive, pois suas técnicas são infalíveis e seu jeito, nada modesto de ser, encanta a todos. Não existe segredo que possa passar por esse baixinho maravilhoso.
Em o Mistério do Trem Azul, uma jovem encantadora, filha de um milionário, é estrangulada com um pedaço de cordão preto em sua cabine no luxuoso trem azul, na Riviera Francesa mais especificamente em Nice.
Quando um guarda tenta acordar Ruth Kettering, leva um susto ao perceber que ela esta morta. Assassinada com um pesado golpe na cabeça que a deixou irreconhecível.
Mas o assassino não contava que um dos passageiros do Trem Azul seria Hercule Poirot. Quando contam para Hercule quem é a vítima e como a mesma morreu, tudo começa a se encaixar na mente de Poirot, e além do mais ele descobre que uma jóia, dona de uma encantadora história de amor, que estava em poder de Ruth foi roubada.
A princípio o ato é dado como um roubo qualquer, onde um ladrãozinho entrou na cabine e deu sorte em encontrar as jóias. Mas para Hercule Poirot, nada parece tão simples assim.
Mas quem mataria Ruth Kettering?
Ela foi morta por conta dos rubis?
O primeiro suspeito é Derek, marido de Ruth Kettering, mas Poirot não esta totalmente convencido. Derek era um tanto ingênuo e um tanto burro, pra cometer um assassinato assim, Poirot analisou o rapaz de perto.
Mas verificando o caso Poirot descobre que entre os amigos da vítima, está um criminoso conhecido como marquês.
Marquês é um dos maiores contrabandistas de jóias já conhecido. Muito estranho ele se encontrar no mesmo trem que Madame Kettering, não?
Poirot precisa desvendar a identidade do assassino antes que o trem chegue à estação. E para isso ele irá montar uma completa reconstituição do crime e da viagem, com direito a tudo, inclusive a presença do assassino a bordo.
Poirot descobrirá o assassino?
E o motivo de tal crueldade?
Mais uma vez Agatha Christie nos leva ao delírio com um suspense maravilhoso. Uma história que é impossível não ler, e não se apaixonar por essa aventura.
O Hercule é um personagem que por sua sagacidade, inteligência e perseverança, e graças às suas tão privilegiadas "células cinzentas" é disparado o melhor personagem da Agatha Christie!




Titulo: O Mistério do Trem Azul
Titulo Original: The Mystery of the Blue Train
Autora: Agatha Christie
Ano: 1928
Páginas: 272

Boa Leitura

Casa de Livro blog

Karina Belo


 - Lá está o maldito Trem Azul! Os trens são coisas implacáveis, não são, Monsieur Poirot?
Morrem pessoas dentro deles, mas continuam o seu
caminho, como se nada tivesse acontecido... Estou a
dizer tolices, mas o senhor sabe o que quero dizer.
- A vida é como um trem, mademoiselle. Segue o seu
caminho... E ainda bem!
- Por quê?
- Porque o trem acaba por chegar ao fim da
viagem, e a esse respeito há um provérbio interessante
na sua língua, mademoiselle.
- A viagem acaba com o encontro dos amantes.
- Para mim não será verdade.
- Há-de ser verdade! É jovem, mais jovem do que
imagina. Confie no trem, mademoiselle, pois é le
bon Dieu que o conduz.
O apito soou de novo.
- Confie no trem, mademoiselle - repetiu. -- E confie em
Hercule Poirot. Ele sabe!"


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: