18 de nov de 2012

Stephenie Meyer - Amanhecer

Agora também sucesso nas telas de cinema em todo o mundo, podemos recordar que nas entrelinhas não foi diferente. Amanhecer nos proporciona algo completamente inusitado, é neste livro, que Stephenie Meyer retrata o casamento de uma adolescente mortal com um vampiro.
Bella passou os três primeiros livros lutando para que Edward a transformasse também em uma imortal, ela deseja ficar ao lado dele para sempre, mas precisa também ser imortal para isso.
Edward então pede algumas condições para transformá-la, mas ele não deseja fazer isso, por isso propõe o casamento, ele nunca imaginou que Bella poderia aceitar. Mas o amor dela para com ele é mais forte que tudo.
Por outro lado também temos Jacob, amigo de Bella e apaixonado pela mesma, ele fará de tudo para manter o coração dela batendo.
O livro amanhecer então é dividido em duas partes, a primeira somos levados para um casamento incrível, quase um conto de fadas.
No mesmo livro também descobrimos alguns segredos de Edward, como e porque ele virou um vampiro. Isso é bem legal, pois o leitor consegue tirar um pouco da imagem de “o moço perfeito” que a maioria tem.
Nessa primeira parte do livro também ocorre o casamento dos dois, onde tudo sai como o esperado, Bella fica extasiada de tanta felicidade. A Lua de mel é passada no Rio de Janeiro, mais especificamente na ilha de Esme, ilha esta da mãe de Edward.
Tudo é perfeito, o casal esta vivendo cada momento intensamente, e Bella deseja sentir seu marido por inteiro, ainda humana, sem que nada seja modificado em seu organismo.

Erro ou Acerto?

Essa vontade de Bella pode acabar com sua vida, pois ela engravidou. Mas não é uma gravidez normal, o feto cresce rapidamente, alimentando- se do sangue e do corpo de sua mãe. Edward pede para que seu pai, Carlisle médico e também vampiro,  tire a criança de dentro dela.
Bella precisa abortar, porém ela não quer, não irá acabar com a vida de seu filho, do filho deles. Se nega, pede e luta contra todos para permanecer grávida. Mas e sua vida? Bella esta morrendo aos poucos, a criança é muito forte ela não irá sobreviver.
Não suportando mais, Edward pede ajuda a Jacob. Talvez Bella escute o amigo, mas nada faz sentido pra ela, e ninguém vai tirar seu filho.
Renesmee, uma garotinha linda e que se desenvolve de forma avassaladora, nasce, mas pra isso sua mãe Bella Swan acaba perdendo a vida.
Agora tudo esta escuro, Edward esta lutando para trazer sua esposa, o seu amor de volta à vida. Seu veneno não faz efeito, mas ela precisa voltar a sobreviver... Acabou.
Jacob fica completamente fora de si, essa criança, Edward, acabaram com sua vida. Com a vida de Bella. Agora ele precisa matá-la. Não pode deixar que uma criança, uma vampira continue viva depois de tudo. Mas quando Jacob chega para matar Renesmee tudo o que ele sente é tão real e forte que ela passa a ser a sua vida.

Mas e Bella?? Realmente morrerá?



CUIDADO SPOILER, Mas como dito anteriormente o livro é dividido em duas partes, por enquanto falamos sobre Bella ainda humana. Agora iremos falar sobre a segunda parte desta magnífica história.
Edward conseguiu sim salvar a vida de Bella, mas ela estava tão anestesiada na hora que a reação não foi imediata, mas quando ela acorda é uma outra pessoa. Linda, forte, saudável, ela se sente como há anos não se sentia. Viva.

Renesmee continua a crescer, sempre aos olhos cuidadosos e apaixonados de Jacob, quem diria em Edward, sua filha se envolvendo com um lobo?
Mas essa proteção será de grande importância. Pois a garota não é comum, ela não é humana, mas também não é vampira. Renesmee é forte, precisa de sangue, mas ao mesmo tempo ela é quente e seu coração bate. Metade humana, metade imortal, os Volturis estão esperando apenas o momento certo para pegá-la.

Alice Cullen consegue ver , ela sabe quando eles chegarão , monitorando seus passos ela consegue avisar sua família sobre o que irá acontecer.
Bella esta se sentindo tão confusa em certos assuntos, mas não consegue se abrir. Edward continua não conseguindo penetrar em sua mente para verificar o que ocorre na mente de sua esposa. Mas ela é muito forte, mais forte do que qualquer recém-nascido imortal, ela irá conseguir lutar junto deles.
Agora a guerra foi decretada, a batalha esta apenas começando.
Edward mobiliza toda a sua família, vampiros de clãs amigos de toda a parte do mundo estão mobilizados. O objetivo é apenas um. Derrotar os Volturis, manter Renesmee sã e salva, e mostrar que a era Volturi terminou.
Mas será possível combater criaturas tão perversas e fortes? Os Volturis são a realeza vampiresca, uma tradição de anos. Derrotá-los é quase impossível.
O que chamou muita atenção no livro, é que Stephenie Meyer detalhou cada vampiro de uma maneira única. As culturas de cada país presente em cada movimento e palavras dos vampiros residentes de tal localidade.
A batalha consegue mostrar a força e os poderes de cada combatente. A quantidade de vampiros que não suporta mais os Volturis são incríveis, e também temos os lobos, que mesmo tomando conta de Renesmee não deixam de lutar.
Agora Bella consegue também identificar a sua força, o seu poder do escudo que irá ser de grande valia para o combate ali travado. Edward, ela precisa mostrar a verdade para ele, então colocando suas mãos no rosto dele, Edward consegue ver a vida dos dois, sentir tudo o que ela sentiu e ainda senti, consegue pela primeira vez ler a mente de Bella Swan. Com o poder do escudo ela irá salvar toda uma família, e se comunicar com Edward pelo poder da mente, sempre que desejar.
Os Volturis irão conseguir pegar Renesmee?

Bella e Edward permanecerão vivos e juntos?

Mortes. Luta. Sangue. Torturas. Ódio. Vingança. Amor.

Tudo isso detalhado de uma maneira única. Amanhecer prende o leitor do começo ao fim. Você vibra, chora, ri, enlouquece junto com cada personagem ali representado. O melhor livro de toda a saga.
Inesquecível, cada detalhe, cada personagem, cada luta e cada alegria. Tudo isso ficará marcado na mente de todos os leitores dessa incrível saga. É impossível não sentir uma certa saudade, sabendo que agora esta na reta final. Uma obra que irá marcar para sempre a vida dos leitores.
A infância não vai do nascimento até certa idade, e a certa altura a criança está crescida, deixando de lado as coisas de criança.

A infância é o reino onde ninguém morre.





Titulo: Amanhecer
Titulo Original: Breaking Dawn
Autora: Stephenie Meyer
Ano: 2008
Páginas: 567
Páginas: Intrínseca

Boa Leitura

Casa de Livro Blog

Karina Belo



Eu já tivera mais do que uma quota justa de experiências de quase morte, isso não é algo com que você se acostume. Mas parecia estranhamente inevitável enfrentar a morte outra vez. Como se eu estivesse mesmo marcada para o desastre. Eu havia escapado repetidas vezes, mas ela continuava me rondando.

— Charlie, percebo que estou tratando disso da forma errada. Por tradição, eu devia lhe pedir primeiro. Não é minha intenção desrespeitá-lo, mas uma vez que Bella já disse sim e eu não quero diminuir sua decisão a esse respeito, em vez de lhe pedir a mão dela, estou lhe pedindo sua bênção. Nós vamos nos casar, Charlie, eu a amo mais do que qualquer coisa no mundo, mais do que minha própria vida, e… por um milagre… ela me ama da mesma forma. Você nos daria sua bênção?
É uma coisa extraordinária quando conhecemos alguém com quem podemos dividir a nossa alma...
Quem nos aceita como somos. Eu tenho tentado pelo o que parece um tempo muito longo superar o que eu sou e com a Bella sinto que finalmente posso começar.
Eu gostaria de propor um brinde a minha linda esposa.
Nenhum espaço de tempo com você seria suficiente, comecemos então com o para sempre.
Também era estranho que, mesmo eu sabendo que estava quase acabando, a atração que ela exercia sobre mim só ficasse ainda mais difícil de romper. Parecia quase proporcional à sua barriga em expansão, como se, ao crescer ela ganhasse força gravitacional.
E então, embora eu ainda não conseguisse ver nada, de repente pude sentir uma coisa. Como membro fantasmas, imaginou que pudesse sentir meus braços de novo. E neles, alguma coisa pequena, sólida e muito, muito quente.
Eu havia mantido a expressão tranquila, balançando a cabeça, e agradecia às minhas raras estrelas da sorte por Edward não poder ler minha mente. Porque eu já tivera morfina e veneno juntos em meu corpo, e sabia a verdade. Sabia que o torpor do remédio era completamente irrelevante com o veneno incendiando minhas veias. Mas não iria mencionar esse fato. Nem nada que deixasse Edward menos disposto a me transformar.
Sabia que não restava nada dentro de mim e me lembrei vagamente da cena sangrenta que foi retirá-la, mas ainda era difícil processar a prova física. Tudo que eu sabia era que amava minha pequena cutucadora dentro de mim. Fora dali, ela parecia fruto da minha imaginação. Um sonho que desbotava um sonho que era meio pesadelo.
Coloquei as mãos em seu rosto de novo, lançando o escudo para fora de minha mente, e então comecei onde eu havia parado, com a lembrança clara como cristal da primeira noite de minha nova vida... Demorando-me nos detalhes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: