19 de jul de 2013

ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS – LEWIS CARROLL

Uma obra mágica e inesquecível.
Quem nunca ouviu falar de Alice? Aquela que seguiu o coelho branco.
E quem nunca se perguntou: para onde esse coelho vai com tanta pressa?
Lewis Carroll nos transporta para um mundo mágico, onde conseguimos ver o mundo tal como uma criança vê, de ponta-cabeça, e nos faz rir assim como eles.
Essa é a história de Alice, menina travessa que adorava brincar, e que certo dia seguiu um coelho muito estranho e foi parar no centro da terra.
Lewis Carroll nos detalha os mais diversos e inusitados personagens.
Alice foi parar no País das Maravilhas. Um lugar onde a mesma irá viver suas maiores aventuras.
Logo de cara, ela já sofre com um complicado processo de modificação. Parece que tudo o que ela come naquele lugar fantástico, a diminui ou a faz crescer mais que uma girafa.
Ela encontra animais falantes e até um chapeleiro maluco. Mas o ponto chave da história é quando ela vai parar no castelo da Rainha de Copas.
Alice nunca viu um Rei e uma Rainha tão loucos. Ela só pensa em cortar a cabeça de todo mundo. E ele é tão burro que não sabe nem o que fala.
Todos os que trabalham no reino são cartas de baralho, Alice acaba fazendo amizade com alguns, e descobre que todos tem medo da Rainha.
Alice enfrenta a sua majestade, e acaba também sendo condenada a morte.
A Rainha cortará a cabeça de Alice?
Em um lugar onde tudo é tão absurdo. O que é real?
O que não passa da imaginação de Alice?
Uma obra incrível que nos faz viajar pelas nossas fantasias mais ocultas.
Alice no País das Maravilhas é de emocionar.
Casa de Livro Recomenda!



A Rainha de Copas preparou apetitosas tortas.
Numa bela tarde de verão.
Mas um Valete de Copas atrevido.
Carregou as tortas como qualquer ladrão.
Titulo: Alice no País das Maravilhas.
Titulo Original: Alice’s Adventures in Wonderland.
Autor: Lewis Carroll.
Ano: 1862
Páginas: 123
Editora: Pocket Ouro.

Boa Leitura.

Casa de Livro Blog.

Karina Belo

Tive a enorme decepção de verificar que não aumentava nem diminuía. Alice gostava das surpresas e ficou sem graça quando viu que o biscoito era comum, desses que se comem todos os dias. Quem sabe não aconteceria alguma coisa se comesse o biscoito todo?


“Deve haver pimenta demais na sopa”, pensou Alice.
De fato, o ar estava carregado de pimenta-do-reino. A Duquesa a toda hora, espirrava e o mesmo acontecia com o bebê, que alternava espirros com o choro. Só não espirravam a cozinheira e o imenso gato que, aninhado junto ao fogão, sorria com todos os dentes.
  


O Chapeleiro arregalou muito os olhos e, em vez de responder, fez uma pergunta completamente sem pé nem cabeça:
- Qual é a semelhança entre um corvo e uma escrivaninha?



- Viu? Ninguém se incomoda com suas ordens!
A senhora é uma reles rainha de baralho!

E vocês todos não passam de simples cartas de baralho.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: