10 de jun de 2014

BEIJO DE ADEUS À MEIA-NOITE - (Mistérios Noturnos) - Dianna Love


Novamente iremos finalizar uma obra aqui no Blog Casa de Livro. Dessa vez o livro Mistérios Noturnos, que reuniu quatro autoras para publicar um conto de terror cada uma.
O último conto que compõem a obra “Beijo de Adeus à Meia-Noite” nos instiga ainda mais que os outros. Dianna Love conseguiu reunir em sua história os mais belos personagens, os acontecimentos mais surreais, elementos místicos de tirar o fôlego, e uma história de amor encantadora.
Trey sempre foi um garoto lindo e sedutor. Escolhido para viver entre os mundos e defender a Terra dos seres não naturais.
Completamente apaixonado por Sasha, foi obrigado a abrir mão de seu amor. Ele não poderia colocá-la no meio de tanta crueldade. De guerras sangrentas com seres malignos. Ele não aguentaria ver Sasha morrer.
Trey então vai embora, a dor deixar Sasha não se compara a dor que ele enfrentaria ao ver algo acontecer a ela, por sua causa.


Porém agora após nove anos separados, ele volta para a sua cidade. Uma entidade dos mundos esta habitando o local, e Sasha corre perigo.
Sasha virou uma investigadora particular, e precisa encontrar Ekkbar. Um mago que vem tentando habitar o mundo dos mortais e dominar todos que o cercam.
Trey não pode deixar que ela chegue perto do tirano, mas a única forma de protegê-la é se revelando.
Precisará lutar contra a tentação de recuperar o seu amor. De reconquistar Sasha.
Será necessário se manter atento, para que Sasha não caia nas mãos cruéis de Ekkbar.
Mas o rapaz não poderia imaginar o segredo que Sasha carrega consigo.
Será possível que ele tenha se enganado sobre a única mulher que amou?
Uma história terrivelmente sedutora, que nos arrepia do começo ao fim.
Casa de Livro Recomenda.



Titulo: Beijo de Adeus à Meia - Noite – Mistérios Noturnos
Titulo Original: Midnight Kiss Goodbye
Autor: Dianna Love
Páginas: 307 até 413.
Ano: 2008
Editora: Universo dos Livros

Boa Leitura.
Casa de Livro.

Karina Belo.


Trey esforçou-se para não estremecer, desejando que uma de suas viagens até a casa dela pudesse ter reparado o dano que sua partida causara.

O que ele teria dito? “Desculpe, Sasha, mas dediquei minha vida a enfrentar seres não naturais?" Era melhor sofrer em silêncio do que expô-la ao seu mundo. Além disso, ele cortaria um de seus braços antes de partir o coração de Sasha uma segunda vez, quando tivesse de ir embora novamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: