18 de jan de 2017

A REDENÇÃO DO ANJO CAÍDO - Fabio Baptista


Fabio Baptista é um dos mais novos parceiros do Casa de Livro.
Autor talentoso que nos apresentou palavras que formaram sentimentos muitíssimo especiais.
De forma simples e única, Fabio pegou uma história já conhecida pela humanidade e transformou em uma obra repleta de emoção, bom humor e ensinamentos.
"A Redenção do Anjo Caído" nos leva para um cenário inóspito. O céu e o inferno. Mas tudo ganha vida quando, também, a Terra entra em cena.
Lúcifer foi o primeiro anjo a ser criado por Deus. Emanava uma luz, e sua beleza era estonteante, foi chamado "Estrela da Manhã. O pai amava-o de forma absurda. 
Aquele inteligente anjo era a alegria de seus dias.
Mas Deus não poderia parar com suas criações. Mesmo sabendo todas as desgraças que enfrentaria, criou Anjos Querubins, Serafins, Arcanjos, uma infinidade de seres celestiais. 
Deus tinha um propósito.
A vaidade de Lúcifer falou mais alto. O ciúme que passou a sentir ao dividir o amor do pai, lhe esmagou a sanidade.
Rebelou-se contra o criador.
Contra seu pai.
Formou um exército e acreditou que poderia vencer Deus.
Lúcifer e aqueles que o seguiam, foram banidos para as trevas.
Demônios pestilentos que só queriam morte.
Se alimentavam da podridão, das torturas e da ruína humana.
Mas Lúcifer estava entediado com aquela vida. Sentia em seu coração que queria e podia mudar.
Teve a certeza que jamais destruiria o criador.
Era uma luta perdida, totalmente sem fundamento.
Porém Deus não queria uma redenção tão fácil.
Lúcifer iria sentir e presenciar de perto, tudo o que seu mal causou ao mundo.
Passaria um período na Terra e deveria fazer escolhas diferentes.
Deveria ajudar, fazer algo bom para a humanidade.
Lúcifer veio a Terra como um morador de rua.
Ninguém o ajudava nem o respeitava. Era tratado como lixo.
Foi na rua que conheceu Gisele. Uma criança de aproximadamente dez anos, que após perder tudo passou a viver na rua. Sentiu e viver coisas que nenhuma criança deveria sentir e nem vivenciar.
A amizade entre os dois foi instantânea.
Giza, como era conhecida, foi a única a ajudar o Diabo, que se apresentou a ela como Lucien.
O anjo caído sentiu novamente o amor em sua vida.
Queria proteger aquela criança como uma filha.
Arrumaria um emprego e daria uma vida digna à ela.
Mas o mundo era impregnado de maldade.
Ninguém daria emprego a um maltrapilho como ele.
Não conseguia ajudar uma garota, como ajudaria o mundo?
Mas Lucien foi conduzido pelas suas escolhas.
Novamente a vaidade e a ganância falaram mais alto.
Ele falhou com Gisele.
E estava prestes a novamente falhar com o pai.
Tudo dependeria de suas escolhas.
Do caminho que escolherá percorrer.
Uma guerra lhe espera.
Lúcifer deverá escolher um dos lados.
Lutará pela luz ou pelas trevas?
Uma forma magnífica de nos mostrar uma história importante, cheia de bom humor e sentimentos.
Casa de Livro Recomenda.

Resultado de imagem para a redenção do anjo caído

QUEM SALVA UMA VIDA,
SALVA O MUNDO INTEIRO!

Resultado de imagem para a redenção do anjo caído

Titulo: A Redenção do Anjo Caído
Autor: Fabio Baptista
Ano: 2016
Páginas: 311
Editora: FSB Books

Boa Leitura
Casa de Livro.
Karina Belo



— O senhor sabe dizer como o fogo começou?
O Primeiro entre os Anjos olhou para o prédio em chamas, para o rapaz chamado André que suava em bicas e tremia para segurar a câmera naquele inferno, fitou os carros dos bombeiros, da polícia, os pontos luminosos das outras câmeras e a multidão de curiosos que já se espremia para acompanhar de perto o desastre. Olhou para o chão e para o céu de estrelas
encobertas pela nuvem escura do incêndio. Depois olhou para a repórter, de um jeito que a fez recuar. E falou:

Resultado de imagem para a redenção do anjo caído

— O fogo começou quando Eva mordeu a fruta do conhecimento. Começou quando Caim esmagou a cabeça de Abel com uma pedra, quando ninguém acreditou em Noé, quando Moisés atravessou o mar fugindo da escravidão e quando Davi mandou contar suas posses por pura vaidade. Começou quando vocês pediram para soltar Barrabás... – nesse momento, a decepção transpareceu no semblante da repórter, pois ela achou que estava entrevistando apenas mais um desses malucos que decoram a bíblia. Mas então Lúcifer continuou: – O fogo começou, minha cara mocinha-bonita-que-quer-fazer-sucesso-na-televisão-e-agora-começa-a-ficar-entediada-por-não-escutar-o-que-queria-ouvir, quando vocês se tornaram idiotas demais para não perceber a realidade ao redor, quando se tornaram preguiçosos demais para lutar contra os que estão no poder e roubam e matam e instigam vocês uns contra os outros, todo santo dia. Quando vocês se tornaram gananciosos demais, buscando sempre mais e mais sem se importar com quantas cabeças precisariam pisar para chegar no alto, mocinha bonita da televisão – a repórter engoliu seco e desviou o olhar –, 

Resultado de imagem para a redenção do anjo caído

começou quando vocês ficaram mesquinhos demais, covardes demais, como pombos se agarrando às migalhas que as águias deixam cair de propósito, sem notar a legião de pardais famintos que se forma à volta. Quando vocês ficaram com a visão estreita demais de tanto olhar o próprio umbigo e mesmo percebendo que há algo completamente errado com o mundo, insistem em querer apenas tirar o seu, em conseguir um lugar na área vip, no camarote, e ver o resto se danar; assistir, debruçados ao parapeito do navio resgate, aos náufragos morrendo no mar distante. Mas deixa eu te dizer uma coisa, moça bonita da televisão... vocês estão todos no mesmo barco. E o fogo começou quando vocês se esqueceram disso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: