19 de out. de 2021

19 de Outubro, aniversário de Vinicius de Moraes.

Marcus Vinitius da Cruz de Melo Moraes, o segundo nome foi aportuguesado para “Vinicius” quando ele completou nove anos de idade. Nascido em 19 de outubro de 1913, no Rio de Janeiro, cidade à qual seu trabalho e sua memória estão extremamente ligados. Em 1922, durante a Semana de Arte Moderna em São Paulo, Vinicius já escrevia seus primeiros versos; formou um grupo musical com amigos do Colégio Santo Inácio, sendo estes os primeiros parceiros de composição, Paulo e Haroldo Tapajós. Aos 19 anos, Vinicius entrou na Faculdade de Direito. Seu primeiro livro de poemas, “O Caminho para a Distância”, foi publicado em 1933.

No final da década de 30, Vinicius foi elogiado por Manuel Bandeira e Mário de Andrade, nessa época ele já tinha seu nome consolidado na cena literária brasileira. Sua carreira teve passagens pelo teatro, cinema e pela prosa, mas se considerando acima de tudo poeta. Teve vários parceiros como letrista, destacando-se Tom Jobim, Chico Buarque, Carlos Lyra e principalmente Antonio Pecci Filho, o Toquinho, com quem formou uma dupla dando origem a mais de 100 canções e cerca de 1000 shows. Uma parceria de onze anos que se encerrou somente com a morte de Vinicius de Moraes, no Rio de Janeiro, no dia 9 de julho de 1980.


Entre letras de música, poemas e peças teatrais, Vinicius de Moraes deixou uma rica e grande obra, esta que recebeu várias edições e reedições ao longo dos anos. 

Literalmente é uma das maiores riquezas culturais que o Brasil possui.


Onde Anda Você - Vinicius de Moraes & Toquinho

( Vinicius de Moraes / Hermano Silva )


E por falar em saudade

Onde anda você

Onde andam os seus olhos

Que a gente não vê

Onde anda esse corpo

Que me deixou morto

De tanto prazer


E por falar em beleza

Onde anda a canção

Que se ouvia na noite

Dos bares de então

Onde a gente ficava

Onde a gente se amava

Em total solidão


Hoje eu saio na noite vazia

Numa boemia sem razão de ser

Na rotina dos bares

Que apesar dos pesares

Me trazem você


E por falar em paixão

Em razão de viver

Você bem que podia me aparecer

Nesses mesmos lugares

Na noite, nos bares 

Onde anda você

Boa Leitura.

Casa de Livro Blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: