23 de mai de 2012

Jô Soares - AS ESGANADAS


                       


Um livro para ninguém colocar defeito. As esganadas, irá deixá-lo com muitos desejos. Principalmente o de comer  vários doces.
Jô Soares construiu uma trama engraçada, rica em detalhes e  perfeitamente trabalhados, com a dose certa de suspense.
Uma obra que retrata a vida das pessoas que viviam na década de 30 no Rio de Janeiro. Cidade maravilhosa que será palco dos mais sórdidos assassinatos. Pode parecer estranho, mas irá dar água na boca.
Então vamos contar um pouquinho da história de Caronte. Rapaz que possui uma rara doença. Criado por sua mãe, digamos que, gordinha.  A mesma proibiu o pobre Caronte de ser músico e também de comer doces.
Crescendo revoltado, e com ódio de sua própria mãe, Caronte acaba tomando uma decisão que lhe deu muito prazer.
Trabalhando em uma funerária, tem muito material para satisfazer seus desejos. E também se torna um perito no quesito, doces, em especial os mais famosos da época.... Sempre lembrando de sua mãe.
Década de 30, onde as vedetes davam, e os políticos tomavam, começa a acontecer uma série de assassinatos. Assassinatos estes que nos deixarão horrorizados.
Por ser impossível encontrar provas, e tendo como pistas apenas que todos os corpos são encontrados em lastimável estado, sendo todas as vítimas mulheres gordas, morrendo com pratos apetitosos. As autoridades acabam pedindo ajuda para uma figura portuguesa, tirada dos poemas de Fernando Pessoa. O Incrível Tobias Esteves.
Tobias é um grande investigador, passeando pelo Brasil, vê no caso das esganadas uma forma de se “divertir”. Já aposentado, sempre sentiu saudades da época de investigação.

E o culpado, será descoberto?

Quantas gordinhas ainda caírão no golpe dos doces?

Uma obra divertidíssima que nos deixa ao mesmo tempo horrorizados, e com fome




Dentro de cada mulher gorda
Há uma mulher magra suplicando para sair.
Fora de cada mulher gorda
Há uma mulher mais gorda ainda
Suplicando para entrar.

Titulo: As Esganadas.
Autor: Jô Soares.
Ano:2011
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 262

Boa Leitura

Casa de Livro Blog

Karina Belo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: