1 de jul de 2012

Augusto Cury - O VENDEDOR DE SONHOS


O CHAMADO

Não é novidade que Augusto Cury é um dos melhores autores brasileiros. Suas obras são especiais, nos fazem refletir sobre nossas atitudes e nos incentivam a correr em busca de nossos sonhos.
Não consigo enxergar a saga, vendedor de sonhos, como um livro de autoajuda. O que Augusto Cury cria, e nos passa em cada página é uma fábula urbana definitiva, que nos mostra como pessoas comuns se tornam especiais em busca do amor à vida.
Em O Vendedor de Sonhos: O Chamado, somos transportados para o mundo de um homem maltrapilho, conhecido como mestre. Ele tentará impedir que um intelectual se suicide. Psiquiatras, policiais, ninguém foi capaz de resolver, mas esse homem, um simples homem, conseguiu tocar fundo no coração de uma pessoa ferida.
O objetivo do mestre é mostrar para as pessoas, que as sociedades modernas se converteram em um hospital global. Esse homem de quem ninguém sabe a origem, nem o nome, sai proclamando aos quatro ventos como a nossa sociedade esta doente, como o ser humano esqueceu de viver, como nós, todos nós, só pensamos em dinheiro e poder.
O mestre com uma eloquência cativante começa a chamar seguidores para vender sonhos em uma sociedade que deixou de sonhar.
Com seus seguidores, ele vai parar nas maiores empresas do mundo. Empresas onde o poder é palpável. O mestre explica que também já fez parte dessa massa doente da população.
Critica e ao mesmo tempo arrebata as pessoas e as liberta do cárcere da rotina.
Mas tudo fica perigoso para o mestre, mexendo com uma elite onde as únicas coisas que importam, é o poder e o dinheiro. Arrumará muitos inimigos. Porém nada o abalará, cuidando de seus amigos como se fossem seus filhos, ele precisa cuidar-se para manter a si mesmo e a quem o segue vivo.
Mas quem é este homem?
Será ele um sábio ou o mais louco dos seres?
Continuará vendendo sonhos e ideias, tentando assim “curar” a sociedade?
Augusto Cury detalha essa obra perfeitamente, um romance que nos fará chorar, rir e pensar muito.


Sou apenas um caminhante
Que perdeu o medo de se perder
Estou seguro de que sou imperfeito
Podem me chamar de louco
Podem zombar das minhas idéias
Não importa!
O que importa é que sou um caminhante
Que vende sonhos para os passantes
Não tenho bússola nem agenda
Não tenho nada, mas tenho tudo.
Sou apenas um caminhante
À procura de mim mesmo.


Titulo: O Vendedor de Sonhos: O Chamado
Autor: Augusto Cury
Ano: 2008
Páginas: 295
Editora Planeta



Boa Leitura

Casa de Livro Blog

Karina Belo

2 comentários:

  1. Perfeito káh!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!

      Feliz que tenha gostado. Continue acompanhando.

      Beijos Beijos.

      Casa de livro!

      Excluir

Comente: