10 de fev de 2013

Carlos Ruiz Zafón - O JOGO DO ANJO


Em o jogo do anjo somos transportados para Barcelona na década de 20, onde David Martín, protagonista e narrador desse romance, luta para ter seu nome estampado na elite dos escritores e também para manter-se vivo.
David sempre foi um garoto muito sozinho, abandonado por sua mãe passou a morar apenas com o pai, que sempre rebaixou o garoto considerando-o um inútil com essa idéia de leitura. Mas todas as criticas não abalaram o jovem Martín.
Quando criança passava boa parte de seus dias escondidos na pequena livraria do Sr. Sempere.
Sempere é um velho apaixonado por livros, sua livraria é pequena, mas ele não vende livros para ganhar dinheiro e sim por amá-los. Martín fica muito amigo do dono da livraria, uma amizade que irá durar por toda uma vida.
David Martín passa a se dedicar no mundo dos escritores, e passa a criar seu primeiro romance. Os Passos do céu. Livro este que não passa de páginas escritas onde ninguém tem a vontade de ler.
David acaba se afundando mais e mais na bebida, acreditando que tudo o que seu pai falava quando o mesmo era pequeno seja a mais pura verdade. Considera-se um inútil. Ele ama tanto ler, ele ama tantos os livros, mas não consegue nem ao mesmo fazer algo que alegre as pessoas e que as incentivem a ler.
Martín esta doente, sem dinheiro e com um livro que ninguém quer comprar. Mas ele ainda tem o Sr.Sempere para ajudá-lo, e o mesmo retorna, com Martín ao seu lado, à cidade do Cemitério dos Livros Esquecidos. E diz para David que um livro irá escolhê-lo, livro este que ele deve proteger por toda vida.
Martín não tem mais forças para ler nem escrever, sua visão esta debilitada, seu corpo e sua mente.
Mas David Martín um jovem escritor caído em desgraça, recebe uma oferta irrecusável. Andreas Corelli, um homem tão amável quanto misterioso, lhe encomenda um livro capaz de impactar o rumo da história.
Mas que livro é esse?


Andreas Corelli se diz editor de livros, com sua fala suave e sedutora consegue convencer Martín a escrever o tal livro. Como se sua alma tivesse sido vendida, a partir do momento em que aceita a proposta David Martín se torna um novo homem. Ele passa a ganhar muito dinheiro e sua saúde fica perfeita. Contudo o que Andreas pede em troca não é pouco. E o preço real dessa encomenda é o que David precisará descobrir.
Quem é Andreas Corelli afinal?
Um escritor nunca esquece a primeira vez que aceita algumas moedas ou um elogio em troca de uma história. Nunca esquece a primeira vez que sente o doce veneno da vaidade no sangue e começa a acreditar que, se conseguir disfarçar sua falta de talento, o sonho da literatura será capaz de garantir um teto sobre sua cabeça, um prato quente no final do dia e aquilo que mais deseja: seu nome impresso num miserável pedaço de papel que certamente vai viver mais do que ele. David Martín esta condenado a recordar esse momento porque, a partir daí, ele está perdido e sua alma já tem um preço.
Em O Jogo do Anjo, Carlos Ruiz Zafón guia seus leitores através de um labirinto de segredos onde o amor pelos livros, a paixão e a amizade se misturam.
Uma obra onde as reviravoltas nos deixam sem fôlego, o suspense paira em todas as páginas. A voz de Zafón é de uma originalidade a toda prova.
David Martín chegará ao final desse misterioso e macabro livro?
“Querido amigo,
Lamento profundamente que não tenha podido comparecer a nosso encontro da noite passada. Espero que esteja bem e que não tenha ocorrido nenhuma emergência ou contratempo. Sinto não ter podido desfrutar do prazer de sua companhia nessa ocasião, mas espero e desejo que, não importa qual tenha sido o motivo que o impediu de reunir-se comigo, a questão tenha uma rápida e favorável solução e que, da próxima vez, a ocasião seja mais propícia a nosso encontro. Precisarei ausentar-me da cidade por alguns dias, mas assim que retornar lhe darei notícias minhas.
Ansioso para saber de você e dos progressos de nosso projeto, receba os cumprimentos sempre afetuosos de seu amigo”.

 Andreas Corelli

“Entrei na livraria e aspirei aquele perfume de papel e magia que, inexplicavelmente, ninguém tinha tido a ideia de engarrafar”

“Não cometa o erro de confundir a palavra de Deus com a indústria do missal que dela vive”
“Enfiei uma folha na máquina, sem trégua comecei a despejar tudo que tinha dentro de mim. Lutei com cada palavra, cada frase, cada lance, cada imagem e cada letra como se fossem os últimos que jamais escreveria. Escrevi e reescrevi de novo. Toda companhia que tinha era o eco incessante do teclado, perdendo-se na sala     escura, e o grande relógio de parede esgotando os minutos que restavam até o amanhecer”.

“Uma coisa que poderia me proporcionar alguma satisfação seria tocar fogo no mundo inteiro e arder com ele”
“As boas palavras são bondades inúteis que não exigem sacrifício algum e recebem mais agradecimentos do que as verdadeiras bondades”
“A letra da canção é o que pensamos entender, mas o que faz com que acreditemos, ou não, é a melodia”
Titulo: O Jogo do Anjo
Titulo Original: El Juego Del Ángel
Autor: Carlos Ruiz Zafón
Ano: 2008
Páginas: 410
Editora: Objetiva – Suma de Letras
Nota: 5

Boa Leitura

Casa de Livro Blog

Karina Belo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: