29 de set de 2013

OS INSTRUMENTOS MORTAIS – CIDADE DOS OSSOS – (Cassandra Clare)

Cidade dos Ossos, primeiro volume da série Os Instrumentos Mortais, vem dando o que falar. Com sua versão cinematográfica arrasando bilheterias por todo o mundo, e com uma crítica fabulosa sobre a trama, Casa de Livro não poderia deixar de comentar um pouquinho sobre o livro que deu origem ao filme.
Cassandra Clare nos apresentou personagens enigmáticos, com uma história misteriosa que nos emociona, e nos choca.
Clarissa Fray, sempre foi uma garota humilde, e tímida. Conhecida como Clary, por sua mãe e amigos, ela nunca foi a popular da escola, e também não tinha tal interesse. Mas certas coisas em sua vida eram como uma incógnita. Quem ela realmente era?
A garota vivia com sua mãe, uma pintora talentosa, mas que não demonstrava seu verdadeiro valor, como se ela estivesse se escondendo, mas de quem?

Clary tinha duas pessoas que faziam parte constante de sua vida, alem de sua mãe. Simon, seu melhor amigo, e Luke... Um amigo de sua mãe, uma pessoa que foi como um pai a ela, e a quem ela deve a vida.
Simon acompanhou Clary até uma boate, o pandemônio. Ele sempre foi o típico “nerd” e mesmo não gostando das músicas e das pessoas que frequentavam a casa, decidiu acompanhá-la. Ele sempre foi e será apaixonado por ela. Mas eles não poderiam prever que a vida de ambos, mudaria ali, naquele instante.
Clarissa avistou um garoto charmoso, seguindo uma moça linda para um cubículo. Normal, adolescentes aproveitando a noitada. Mas o que ela viu a seguir foi surreal.
Dois garotos entraram no local, armados. Eles eram lindos e assustadores.
Clary gritou para Simon, e foi atrás daquelas pessoas, ela não poderia deixar que adolescentes brigassem ou até se matassem, ela precisava descobrir o que estava acontecendo. Porém Clary era a única que conseguia vê-los. Os outros adolescentes que ali dançavam nada via, os seguranças nada viam, Simon nada via. Ela estava louca?
Cassandra Clary nos presenteou com personagens únicos.
Isabelle, Alec e Jace, são Caçadores de Sombras. O garoto que Isabelle levou ao local afastado era um demônio, e eles estavam ali para matá-lo. Mas como Clary consegui vê-los? Os mundanos, por não acreditarem, não conseguem identificar tudo o que existe no mundo obscuro. Lobisomens, fadas, demônios, magos, bruxos, vampiros. Tudo a solta, vivendo livres e seguros através de um pacto.

Todos eles moram na Cidade dos Ossos, a maioria banido de Idris, a cidade de Vidro. Algo terrível aconteceu por lá, um líder causou toda a destruição das espécies.
Depois dessa noite a vida de Clary nunca mais será a mesma, segredos serão revelados, e mortes acontecerão.
A primeira pessoa que os demônios perseguem é Jocelyn, mãe de Clary. A garota não consegue entender, porque eles iriam querer sua mãe? O fato dela conseguir enxergá-los seria o motivo?
Ela então se junta em uma busca frenética para salvar sua mãe, agora ela esta sozinha e as únicas pessoas que podem ajudá-la, são os caçadores de sombras.

Mas entre ela e Jace, vai crescendo algo indescritível. Ficar perto dele é como ter uma descarga elétrica pelo corpo. Mas esse é um amor proibido.
Proibido por Valentim, um Caçador de Sombras que deseja transformar crianças mundanas em Nephilins, para comandar o mundo. Para isso ele precisa do Cálice, um dos instrumentos mortais.
Ele está com sua mãe. Ele é um monstro. Mas é a pessoa mais ligada a ela é Jace.
Uma história obscura, cheia de lutas, mortes, e sangue do começo ao fim.
Cassandra Clare soube detalhar mundos obscuros de uma forma arrebatadora, e também soube escrever um romance que pode nos levar a emoções sem fim.

Jace, Clary... Qual a ligação entre eles?
Qual a verdade identidade de Clary?
Qual a verdade sobre sua mãe?
Valentim... Porque ele a assombra tanto?
Alec, porque tanto ódio por uma garota que ele acabou de conhecer?
O que é o Mundo das Sombras? Todos, inclusive Clary, querem saber...
O primeiro encontro de Clary e Jace não poderia ter sido... Pior.
Casa de Livro recomenda!


Eu não dormi.
Entre a execução de algo temeroso
E o primeiro ato, todo o ínterim é.
Como um fantasma, ou um sonho terrível:
O gênio e os instrumentos mortais
Estão então em concílio, e o estado do homem.
Como para um pequeno reino, sofre então.
A natureza de uma insurreição.


Titulo: Os Instrumentos Mortais – CIDADE DOS OSSOS.
Titulo Original: City of Bones – The Mortal Instruments.
Autora: Cassandra Clare.
Ano: 2007
Páginas: 459
Editora: Record/Galera

Boa Leitura. 

Casa de Livro Blog.

Karina Belo.



O menino da jaqueta vermelha passou a lâmina afiada na mão, com um sorriso indolente nos lábios. Havia sido tão fácil – algum encantamento na lâmina, para fazer com que parecesse inofensiva. Outro encanto em seus olhos e, assim que o segurança o encarou, ele entrou. Evidentemente ele poderia ter passado sem toda a comoção, mas aquilo fazia parte da diversão – enganar os mundanos, descaradamente, na frente deles, curtir os olhares vazios naqueles rostos que tanto lembravam ovelhinhas de rebanho.





Jace estava olhando para baixo enquanto Alec falava, com um leve sorriso, batucando na água com a unha. Ela sentiu que ele estava pensando em outras coisas. Sentiu uma leve onda de solidariedade por Alec. Não podia ser fácil gostar de Jace. “ Estava rindo porque declarações de amor me entretêm, sobretudo quando não há recíproca.





- Sou Abbadon. Sou o demônio do Abismo. São meus os lugares vazios entre os mundos. São meus o vento e a escuridão uivante. Sou tão diferente daquelas coisas chorosas que vocês chamam de demônios quanto uma águia de uma mosca. Vocês não tem a menor chance de me derrotar. Entreguem o Cálice ou morram.




Ela viu o olhar de decepção que passou pelo rosto dele, mas desapareceu rapidamente. Simon, ela pensou, crescera muito nas últimas duas semanas, assim como ela. O que era uma boa, visto que ela não iria querer deixá-lo para trás. Ele era parte dela, tanto quanto o talento para desenhar, o ar empoeirado do Brooklyn, a risada da mãe e o próprio sangue de caçadora de sombras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: