31 de mar de 2014

GREGOR E AS MARCAS SECRETAS – (Suzanne Collins)

Mais uma aventura de Gregor e sua turma, onde a princesa Boots encanta novamente com seu jeitinho de criança incrivelmente lindo. O quarto livro da série veio pra nos mostrar um novo caminho do Subterrâneo, cavernas e armadilhas que nem os próprios Regálianos pensaram enfrentar.
Gregor e Boots desceram ao Subterrâneo para um momento feliz, alias é a primeira vez em que os irmãos irão até Regália com um propósito do bem, o aniversário de Hazard.
O primo de Luxa, encontrado na profecia anterior, estava comemorando pela primeira vez um aniversário. Ao lado de sua verdadeira família e amigos.
Mas nem tudo é felicidade, Gregor deveria saber que ao descer para o Subterrâneo, uma aventura eminente sempre estará a espera.
A mãe, de Gregor e Boots, ainda mora no local, se recuperando da peste que atacou a todos os de sangue quente , conforme mostramos na resenha anterior. Ela não poderia imaginar o que estava prestes a acontecer, ou teria evitado a visita dos filhos naquele dia.
Durante a festividade de Hazard, a Rainha Luxa recebe um chamado, um pedido de socorro por parte dos Mordiscadores. Após terem salvado-a juntamente com seu vínculo Aurora, Luxa prometeu que protegeria eles, portanto o chamado foi urgente.
Gregor nunca pensou que poderia sentir medo em perder Luxa, ele não estava gostando dela apenas como amiga. Mesmo sabendo que o envolvimento era proibido, ele não poderia imaginá-la correndo risco sozinha. Portanto decidiu ir ao lado dela encontrar os mordiscadores.
Todos eles, seus amigos de aventuras, profecias e batalhas se juntaram para descobrir o que realmente estava acontecendo. E Boots estava ali para alegrar a todos nos momentos mais surreais.
Mas qual será o verdadeiro motivo do chamado?
Bane continua vivo, mas agora não é apenas um filhote inofensivo. Ele cresceu e virou o Rei dos Roedores, o único que conseguiu despistar Ripred, e agora deseja vingança, deseja acabar com Regália. Bane irá atacá-los começando pelos queridos da rainha, os mordiscadores.
Mas ele não poderia imaginar que o Guerreiro estaria em Regália, nem que encontraria Ripred e salvaria sua vida. E também não poderia imaginar que existe uma nova profecia, que nem mesmo Gregor conhece.
Armadilhas letais.
Uma aventura incomum, onde Gregor irá desvendar sentimentos ocultos em seu coração. Nosso protagonista irá manter a honra do Guerreiro da Superfície, cuidando de seus amigos, principalmente de Luxa e Boots. 
Mas quando a Rainha declara guerra contra os Roedores, ela pede para Gregor ir embora.
Existe um segredo.
Existem Marcas secretas que nada significam para Gregor, mas que para os Regálianos dizem muitas coisas.
Qual será a próxima Profecia?
Gregor irá lutar junto aos Regálianos, ou ouvirá os clamores de Luxa para que ele vá embora?
Qual é o verdadeiro objetivo em matar os Mordiscadores? Alguns deles serão salvos?
Mais um volume da série Gregor, onde Suzanne Collins consegue detalhar eventos e personagens de uma maneira magnífica.
O quarto volume nos prepara para o grande final, para a última Profecia, onde teremos uma batalha épica. Pois a Guerra foi declarada.
“Sobre esta coroa minha promessa eu faço.
Até meu último suspiro, mantenho essa decisão.
Hei de vingar suas mortes injustas,
Todos aqui que morreram em vão.”

Casa de Livro Recomenda.

Titulo: Gregor E as Marcas Secretas.
Titulo Original: Gregor and the Marks of Secret
Autora: Suzanne Collins
Ano: 2006
Páginas: 303
Editora: Galera

Boa Leitura.

Casa de Livro

Karina Belo


Quando a sensação colérica surgiu, Gregor sentiu seu ânimo melhorar. Agora pelo menos teria uma chance de lutar. Sua visão se alterou, dando zoom nos pontos de ataque, seu braço se tornou indistinguível da espada. Ele sentiu os ratos começarem a hesitar e estava para continuar o ataque quando aconteceu...


-Você soltou. Na água. Você soltou eu! – Disse Boots soluçando, e o acertou com o pequeno punho.
-Sinto muito. Eu tentei não soltar. Por favor, me desculpe Boots – disse Gregor, mas ela ainda não estava disposta a perdoá-lo.
Na havia uma forma fácil de resgatar Temp. ares acabou arremessando a barata para o alto com o focinho e pegando-o nas costas. Temp aterrissou com um baque surdo que não deve ter sido muito bom, mas o inseto não estava ali para reclamar.
Boots, por outro lado, estava só começando.
- Você soltou Temp! Você soltou Temp também.
 

“Onde estão os outros? Onde estão os outros?”,Gregor ouvia a voz de Cartesian gritar dentro da cabeça.
E se nenhum dos outros tivesse sobrevivido? E se todos tivessem caído inconscientes no chão do túnel? Talvez ele estivesse passando por eles enquanto arrastava os pés, sem saber que seus corpos estavam ali embaixo.

 

- Encontrou tudo o que precisa? – A voz de Vikus estava cheia de tristeza. Ele nunca quisera dar a espada a Gregor. Ele conhecia a Profecia.

- Sim – respondeu Gregor, sem se virar para vê-lo parado à porta. Ele segurou firme o punho cravejado de joias. – Sim, acho que sim.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: