3 de jun de 2014

ALÉM DA NOITE - (Mistérios Noturnos) - Susan Squires


Mais um conto que compõe a obra Mistérios Noturnos, que reuniu autoras de renome, para nos apresentar contos arrepiantes e excitantes.
Além Da Noite, conto escrito por Susan Squires, nos transporta pra um século passado. Onde o poder fala mais alto, e os castigos são empregados à chicotada.
Andrew Cooper é um homem que sofreu com os costumes da época. Incondicionalmente apaixonado por Emily, ainda na fase de sua adolescência, Drew se viu obrigado a renunciar a tal amor, forçadamente.
Após serem pegos juntos, no momento em que o rapaz suplicava a moça para fugirem juntos. O pai de Emily o capturou. Dando uma surra de chicotes que quase tirou a vida do pobre homem e logo após mandando-o para a prisão.
Porém o que mais o maltratou não foi toda a surra e humilhação. Mas a negação de Emily em fugir com ele, um garoto que nada tinha para lhe dar, além de seu amor.
Agora após quinze anos, Andrew volta à cidade que tanto lhe castigou. Não é mais um pobre rapaz, é um homem rico, de nome e posses. Alguém que pode sustentar os caprichos de Emily, um homem que a ama, mas que acima de qualquer coisa, deseja vingança. Agora ele é conhecido como Sr. Carlowe.
Carlowe voltou para a cidade e estava disposto a reconquistar o coração de Emily.
Comprou então a melhor propriedade do local, propriedade essa que tinha a fama de ser mal assombrada.
Ele não poderia imaginar o que a vida lhe reservava. Seu tormento iria muito além da noite.


Segredos revelados.
Descobertas sinistras.
Seres de outro mundo que lhe rouba a sanidade e se alimenta de seu sangue.
Qual a verdade identidade de quem assombrará Calowe?
Reconquistará Emily? Ou ela não se lembrará dele?
A vingança será concretizada?
Mais um conto magnífico, que nos faz gelar.
Mistérios Noturnos.
Casa de Livro Recomenda.


Titulo: Além Da Noite – Mistérios Noturnos
Titulo Original: Beyond The Night
Autor: Susan Squires
Páginas: 213 até 307.
Ano: 2008
Editora: Universo dos Livros

Boa Leitura.
Casa de Livro.

Karina Belo.



Minha queria Emily, se eu ainda puder chamá-la assim. Finalmente retornei. Sei que, naquela época, eu não era digno de tê-la. Porém não sou um ladrão. E, em todos esses anos que passei longe, tornei-me um homem de posses, um homem que você não se envergonhará de considerar um conhecido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: