9 de jul de 2014

O FANTASMA EM TODOS OS CÔMODOS - (Contos de Fantasmas) - Daniel Defoe.


Mais um conto escrito por Daniel Defoe, um ícone da literatura. “O Fantasma em Todos os Cômodos”, é um conto bem humorado e totalmente envolvente que compõe o livro Contos de Fantasmas.
Se passando em uma cultura antiga, somos transportados para uma vida totalmente luxuosa e burguesa.
Quando os senhores da casa resolveram fazer uma viagem, deixaram seu mordomo tomando conta de seu palácio. Muito preocupados com a onda de assaltos que estavam acontecendo, por causa de algumas gangues de vândalos criadas recentemente.
Mas eles não poderiam imaginar que uma figura distinta, estaria ajudando a cuidar de sua casa.
Alguns dias sozinhos no local e o mordomo já sentia uma áurea diferente, uma presença que o atormentava. Porém era impossível descobrir o que estava acontecendo. Ele estava com medo, muito medo do que poderia ser.
Assaltantes? Não eram assaltantes, se fossem já teriam atacado.
Fantasmas? Quem sabe, não dizem que os palácios antigos eram mal assombrados?
Ele foi procurar o Padre da cidade, contar-lhe tudo o que estava lhe provocando arrepios.
O Padre o aconselhou a contratar alguns guardas, para ficar de prontidão e armados do lado de fora. Se fossem alguns pivetes querendo provocar alguma arruaça ou assalto, logo seriam escorraçados do local.
Mas os dias se passaram e nada acontecida. O mordomo já gastou uma quantia exorbitante, seu patrão não iria ficar contente com isso. Era hora de mandar os guardas embora.
Essa decisão era o que os bandidos estavam esperando. Agora era hora de colocar todos seus planos em pratica. Entrar na casa, roubar toda a prataria, e queimar o resto.
Mas eles não poderiam imaginar o que encontrariam ali dentro.
Algo assustador e totalmente inesperado acontecerá.
Um conto leve e recheado de acontecimentos, que todos devem ler.
Casa de Livro Recomenda.


Titulo: O Fantasma em Todos os Cômodos - Contos de Fantasmas
Autor: Daniel Defoe
Ano: 1720
Páginas: 120
Editora: L&PM POCKET

Boa Leitura
Casa de Livro.

Karina Belo.



Mas agora era diferente o caso, pois quando eles saíram da primeira saleta, ansioso pela prataria e dinheiro querendo logo em tudo bota as mãos, todo o grupo se precipitou na segunda saleta. E dessa vez quando o velho cavalheiro indicou o terceiro cômodo, eles não correram todos para o salão, mas quatro ficaram para trás na sala ou saleta de jogos. Não em virtude de ordem ou projeto, mas acidentalmente. Dessa forma caíram na seguinte confusão: Enquanto alguns deles gritaram do salão, que o velho lá estava outros respondeu da saleta: - Como é possível, como todos os diabos? Ele está aqui na sua cadeira, fazendo as suas macaquices.

Um comentário:

Comente: