8 de set de 2015

ANTES DO PRINCÍPIO – Rafael Lima.


Casa de Livro formando mais uma parceira.
Rafael Lima nos presenteou com um exemplar de sua obra, uma fantástica história de escolhas, traição, liderança e queda.
"Antes do Princípio” nos mostra uma incrível história celestial, uma batalha travada entre o bem e mal, onde as escolhas podem mudar a sua vida para todo sempre.
O Reino dos Céus encontrava-se em alegria. Arcanjos, Querubins, Serafins, vivendo em harmonia.
Era glorioso realizar suas tarefas, sentindo e vivendo o amor do Pai.
Deus sempre soube dos tormentos que enfrentariam. Conhece o coração de cada um de seus filhos. Lhes deu o poder de escolha e os amou incondicionalmente desde o dia de sua criação.


Mas o grande Pai tinha outros projetos em mente.
Criaria uma nova raça.
Uma raça que os anjos ficariam incumbidos de abençoar, proteger e orientar.
A Raça Humana.
Uma decisão que iria desestruturar Tzion, capital do reino do céus.
Helel, o querubim condutor da Luz, se destaca pela sua beleza física. Seus olhos verdes chamam a atenção de todos.
Regente do coral dos céus, Helel tinha uma voz que era o verdadeiro dom divino. A pureza emanava de seus cânticos. Mas sua inteligência era traiçoeira.
O querubim condutor da luz, o mais belo e sábio, não aceitava ter que servir a uma raça inferior.
Ele deveria evoluir.
Deveria receber outros dons, mais poderes.
Ele sim era merecedor do trono.
Começaria uma batalha entre criador e criatura.
Helel estava tomado pela ambição, ódio e puro egoísmo.
Em grosso líquido escorria de suas asas, de sua boca. Líquido fétido que representava todo o mal que tomou conta de seu coração.
O querubim elaborou um plano.


O grande condutor de luz, proferiu mentiras e acusações contra Deus.
Fez outros querubins e serafins acreditarem que a vida poderia ser diferente. Que eles poderiam ter poderes, exércitos e serem lendas no reino dos céus.
Uma vida em que não seriam obrigados a seguir os mandamentos e as regras do Pai.
Eles poderiam e deveriam evoluir, e não ficarem entregues pela eternidade aos humanos.
Alguns seres ficaram hipnotizados com as palavras impuras de Helel.

Esqueceram que as regras e mandamentos de Deus, eram de amor. Para mantê-los puros e merecedores da vida eterna.

Acreditaram que destruir o Rei dos céus, seria a única forma de conquistar uma liberdade que não existia.
Seres puros que foram contaminados e cegados pelo ódio de Helel.
Enquanto os rebeldes eram treinados para encontrar a árvore do conhecimento do bem e do mal, onde o condutor da luz afirmava conter o poder de Deus, e acabar com seres que ousassem entrar em seus caminhos. Deus e os arcanjos Miguel e Gabriel, tentavam salvar essas almas perdidas. Tentando levá-los ao arrependimento e ao perdão do Pai.
Mas estavam irredutíveis.


Acreditavam em Helel, eram gananciosos e teriam que pagar um preço por essa traição.
A Guerra está decretada.
Helel conseguirá atingir seus objetivos?
O Céu será destruído?
Deus terá misericórdia?
Uma história de ensinamentos do começo ao fim.
Rafael Lima escreveu batalhas fascinantes que prendem o leitor do começo ao fim.
Uma história de amor que foi marcada pelo sangue.
Casa de Livro Recomenda.

Como eu quis que vocês aprendessem sobre o único caminho para trilhar na eternidade... E vocês não quiseram ser felizes. Por causa de suas próprias decisões, irão chorar de amargura.

                      http://www.saraiva.com.br/antes-do-principio-8868524.html              
   
   

Titulo: Antes do Princípio
Autor: Rafael Lima
Páginas: 326
Ano: 2015
Editora: Asè Editorial

Boa Leitura. 

Casa de Livro.

Karina Belo.



Eles serão gerados em um berço que eu mesmo reservei próximo à Árvore da Vida. Será neste lugar onde eles desenvolverão suas aptidões. Ao passo que se multiplicarem, o jardim de seu nascimento será ampliado de cidade em cidade, e as cidades se tornarão regiões e regiões em nações. Onde quer que as solas de seus pés pisarem, haverá transformação e domínio.
Juntos, homem e mulher terão o dom da multiplicação para encherem a terra com seus descendentes. E tal como os anjos, alcançarão a longevidade através da Árvore da Vida. Todavia, eles serão um pouco inferior a vocês. E nisso os anjos exercerão o mais alto privilégio, servindo-os em todo o tempo. Assim meu poder fluirá através de vocês quando servirem em amor.


Em queda livre, Helel sentiu-se leve na velocidade em aceleração. Seu corpo girava solto no ar como gostaria que estivesse o seu destino. Perguntava-se o por quê de Deus não ter atendido seu desejo durante a curta viagem até as ondas marítimas abaixo das escadarias. O som do impacto de seu corpo na água foi seguido do chiado das bolhas. A sensação de vazio foi de imediato substituída por desespero. Suas asas o impediam de nadar até a superfície. Ele se debatia em busca de ar! Mergulhado, Helel gritava de raiva, pensando que Deus estava lhe matando.
Será esse o meu fim?


Assim como a serafim notou uma agitação em seu interior, os outros rebeldes sentiram-se vasculhados por Malakyaveh. Dentre todas as escuridões que visitara, da menor à maior, o Anjo do Senhor encontrou a indecisão da dançarina Metzli, a violência de Samael, a cobiça do ourives, Zibul e sua soberba, a feitiçaria de Astarote e, por último, a vaidade em Helel. O ser abaixou a cabeça com pesar. Não encontrou um justo sequer entre eles.



Não pense que vou desistir! Se acha que vou ficar me sentindo punido, está muito enganado. Vou lhe provar que a humanidade não merece o seu amor. O Senhor verá que me expulsou por causa de uma raça que não terá competência para fazer parte da sua família. E sabe por quê? Eles irão amar a mim ao invés do Senhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: