25 de jan de 2016

O VIAJANTE - Baltazar de Andrade


Baltazar de Andrade, um jovem autor brasileiro, que escreve com a alma.
É impossível não se emocionar com suas histórias.
Na obra "O Viajante" o autor consegue nos passar, através de suas palavras, uma simplicidade e encantamento sem fim.

Primeiro Canto: O Deserto

O primeiro canto de "O Viajante" nos faz viajar para um deserto.
Deserto esse que acumula, em cada parte sua, choros de agonia e sofrimento.
Um personagem que nos mostra muito a realidade brasileira. A força de uma mãe ao criar seus filhos sozinha.
E uma busca desenfreada pra uma vida melhor.

E o choro lhe transpassa o rosto.
Sua mente vai, 
seu corpo não.

Segundo Canto: O Pós Morte

No segundo canto, o jovem viajante sente-se amedrontado com a possibilidade de ter que enfrentar o inferno.
O "Pós Morte" nos mostra uma batalha interna, onde o personagem tenta, em vão, entender os motivos de ser carregado pelo demônio.
Mas o deserto continua a lhe castigar, não tem para onde correr.

Tomando o fôlego 
da rebeldia
Resolvendo enfrentar 
sua sorte,
Exclamou que para 
o inferno não iria.


Titulo: O Viajante - (3 Dedos de Morte)
Autor: Baltazar de Andrade 
Páginas: 50
Ano: 2015

Boa Leitura
Casa de Livro. 
Karina Belo.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: