31 de jan de 2017

A MULHER SILENCIOSA - A.S.A. Harrison


Uma história espetacular.
A.S.A. Harrison foi considerada uma das melhores autoras da década de setenta. Titulo que recebeu por seu absoluto talento literário. 
Suas obras possuem o poder de nos prender a cada página lida. 
Seu método de escrita, de dividir e apresentar os personagens e até mesmo de dissecar os acontecimentos, nos transporta de corpo e alma para dentro da trama. 
"A Mulher Silenciosa" nos revela uma personagem singular.
Jodi Brett sempre teve o dom de acalmar as pessoas e também de aconselhar da melhor maneira possível quem lhe pedia ajuda.
Essa capacidade mencionada, não foi adquirida. Nasceu com ela, e se fortaleceu quando sofreu abusos em sua infância. 
Tornou-se uma conceituada psicóloga. Amava sua profissão, mas decidiu não dedicar-se integralmente à ela, pois precisava cuidar de seu marido Todd.
Todd era um pequeno empresário do ramo imobiliário. Suas conquistas e crescimento profissional era fruto de seu árduo trabalho. Nunca teve ajuda, sempre lutou com afinco pelos seus objetivos. 
Jodi era seu refúgio. 
Por ter uma vida tão agitada, sentia-se em paz ao chegar em casa e fundir-se a calmaria de sua esposa.
Todd cresceu em um ambiente machista, e mesmo lutando para ser diferente de seu pai em vários aspectos, a infidelidade era algo que não conseguia controlar.
Jodi sabia dos casos amorosos que Todd vivia, mas fingia não se importar. Não discutia, não mudava suas atitudes. Apenas ficava em silêncio.

Cookie.Peste : Fotografia

Todd adorava essa solidez de sua esposa. O fato de ela não ser possessiva, lhe conceder o espaço para ele necessário, e ainda cuidar dele tão bem.
Adorava chegar em casa e sentir o cheiro dos jantares por ela preparado. A rotina do casal. Tudo lhe agradava.
Mas tudo saiu do controle quando Todd começou a se relacionar com Natasha Kovacs.
Natasha era uma estudante de vinte e um anos. Filha do melhor amigo de Todd.
Enquanto Jodi era calmaria, Natasha era total agitação. Ao seu lado sentia-se jovem.
Não tinha intenção de abandonar Jodi, com quem viveu mais de vinte anos, mesmo não sendo casados legalmente.
Mas Natasha engravidou. E Jodi deveria saber.
Jodi senti-se acabada, mas não briga com Todd, ele precisa fazer suas escolhas.
Todd vê suas estruturas desmoronarem.
Natasha o pressiona.
Quer se casar, e obriga ele a colocar um fim em Jodi.
Abandoná-la sem direito a absolutamente nada.
Porém um crime misterioso salvará Jodi.
Quem orquestrou todo o assassinato?
Será que Jodi foi movida pelas injustiças que enfrentava?
Quem estará por trás de tudo isso?
Uma história alucinante que nos intriga e choca.
A Mulher Silenciosa justifica os aplausos que A.S.A. Harrison recebe.
Casa de Livro Recomenda. 

Resultado de imagem para traiçãoo


Quanto a ela, todas as manhãs ao despertar ela agradece ao Deus de cuja existência não duvida. Embora não possa creditar-lhe sua salvação, precisa dessa válvula de escape para sua gratidão. Sua liberdade é um dom extraordinário: o
fato de ainda poder acordar a cada dia em sua bela casa, andar descalça sobre os grossos tapetes de lã, abrir as cortinas de seda e linho para a vastidão do horizonte, beber um latte, passear com o cão. Ela tem plena consciência —
nunca se esquece, nem por um instante — de que tudo isso lhe foi confiscado. Sua gratidão é como uma bala dura que não dissolve na boca.

Titulo: A Mulher Silenciosa
Titulo Original: The Silent Wife
Autora: A.S.A. Harrison
Ano: 2013
Páginas: 256
Editora: Intrínseca

Boa Leitura
Casa de Livro 
Karina Belo



Ele a viu pela primeira vez na State Street, os veículos deles batidos e bloqueando duas pistas, o tráfego parado atrás, buzinas gritando, pessoas aglomerando-se em volta, a chuva caindo, o cabelo de Jodi encharcado e colado ao rosto, sua camiseta também encharcada deixando-a praticamente nua da cintura para cima. Mas, apesar de seus seios estarem evidentes — pequenos
embora perfeitos, com mamilos eriçados como ponteiras graças à chuva que caía —, o que mais lhe chamou atenção foi seu porte, aquela mulher fria e imperturbável, real e digna. Ele nunca tinha cruzado com uma mulher que tivesse metade da classe de Jodi, tampouco conhecera outra desde então.

Resultado de imagem para amor a primeira vista

Os pensamentos desanimadores que a atormentaram durante o fim de semana já deixaram sua mente praticamente de todo. O que ele fez e com quem fez... Isso é passado, e ela nunca foi de viver no passado. Se fosse uma mulher de insistir no que deu errado, ela o teria deixado ou estrangulado há anos. Além disso, teve sua pequena vingança com a chave e, ao menos quanto a isso, se sente satisfeita.

Resultado de imagem para the silent wife

E Jodi, a imagem de como ela estava no dia em que ele voltou do campo, esparramada sob o céu. A bela e singular Jodi. Se ele tivesse a opção de ficar, faria isso por ela. Mas não lhe restam opções agora. O tempo paira, suspenso, embora esteja prestes a ter um fim. A morte deveria ser uma sedução, não um estupro. Tivesse mais um minuto, ele poderia fazer tanta coisa... Até mesmo os criminosos são autorizados a dar um telefonema, enviar uma mensagem. Quão vivo ele se sente, quão intensamente ele brilha, como um pavio
aceso, um fogo de artifício prestes a explodir. O que ele não daria por mais um minuto, um mero minuto cruelmente pregado no fim de sua vida.

Resultado de imagem para a mulher silenciosa

Estranho como a vida pode nos dar esses presentes inesperados. Ela procurou Gerard visando apenas a sua formação como psicóloga, mas é incontestável que
ele a fez enxergar através das lentes do próprio olho e descobrir coisas importantes sobre si mesma; por exemplo, sua extrema habilidade em ocultar o
que não quer ver, esquecer o que não quer saber, tirar algo da mente e nunca mais pensar naquilo. Em suma, viver como se determinados eventos nunca tivessem ocorrido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: