30 de out de 2013

O MELHOR DO CONTRATO (Além da Carne) – Cesar Bravo.


Mais um conto que compõe o livro Além da Carne, do autor Cesar Bravo.

Já comentamos sobre dois de seus contos: A Cor da Tinta e Pagamento Cigano. Os dois escritos com uma habilidade incrível, que nos tira o fôlego, e nos prende do começo ao fim. O Melhor do Contrato, não é diferente. Cesar Bravo consegue de uma maneira sutil, mesclar o terror com assuntos que fazem parte do nosso dia-dia.

Bem ou Mal?
Céu ou Inferno?
Deus ou Demônio?
Será que realmente existem? Ou seria apenas algo que foi imposto na sociedade, para que a humanidade tenha uma crença?
O conto de hoje nos mostra a história de Lucrécia. Mulher batalhadora, que conheceu a dor e a humilhação muito jovem. Nunca entendeu o porquê Deus lhe abandonou.
Cresceu revoltada, e pronta para encarar a vida com garra, mas sem acreditar em nada celestial, pois nunca ninguém lhe ouviu.
Porém todas as madrugadas de sexta-feira, dois rapazes sentavam para conversar no bar onde a mesma trabalhava. E dessa vez ela pode ouvir um pouco da conversa deles.
O moço mais novo, o chefe, era lindo e isso a encantava totalmente, mas naquele dia ele estava extremamente nervoso. Um homem negro juntou-se a eles, foi então que Lucrécia descobriu a verdadeira identidade. Eles eram demônios.
Caçavam almas para levar ao inferno, mas os “negócios” não estavam indo nada bem. 

Lúcifer, o bonitão, precisava de uma ideia nova, algo com que pudesse recrutar as pessoas para o sofrimento eterno.

Foi então que Lucrécia, lançou um desafio a ele, e logo viu que sua vida poderia mudar, ou acabar de uma vez por todas.
Qual seria o preço da sua alma?
Lucrécia assinaria um contrato com o mal? Em troca do que?
Um conto obscuro, que irá nos fazer refletir.
Casa de Livro Recomenda.



Titulo: O Melhor do Contrato
Autor: Cesar Bravo

Páginas: 176


Boa Leitura.

Casa de Livro.


Karina Belo.




- Eu tive uma discussão com um cara uma vez.  E ele me disse que eu não poderia vencê-lo numa disputa justa. Bom... Tudo se resume a isso. Ele pega pelo amor e eu pelo favor, a dor nós dois usamos. Eu vinha ganhando fácil faz muito tempo, mas essa porcaria de internet acabou comigo. Agora todo mundo conhece tudo, lê tudo e desacredita em tudo. Nem eu nem ele valemos muita coisa se não acreditarem em nós. Acho que precisamos rever muita coisa nesse nosso negócio. Ainda pretendo ganhar a aposta, baby...

Quando eu ganhar, vou provar quem é quem no mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente: